Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Pesquisadores avistam 22 baleias franca no litoral sul
Início do conteúdo da página

Pesquisadores avistam 22 baleias franca no litoral sul

Publicado: Segunda, 20 de Outubro de 2014, 10h31

A maior parte estava concentrada na Praia da Ribanceira, em Imbituba (SC)

A maior parte estava concentrada na Praia da Ribanceira, em Imbituba (SC)

Pesquisadores avistam 22 baleias franca no litoral sul

Gustavo Frasão
gustavo.caldas@icmbio.gov.br

Brasília (20/10/2014) — Pesquisadores e especialistas do Projeto Baleia Franca/Brasil (PBF) e do Curso de Engenharia e Pesca da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) realizaram no mês de outubro uma operação na Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca, em Santa Catarina. O objetivo foi verificar a ocorrência das baleias e a incidência delas ao longo da porção centro-norte da Unidade de Conservação (UC). Na ocasião, foram registrados 11 pares de mães e filhotes, totalizando 22 baleias entre Imbituba e Garopaba (SC).

Os registros foram feitos por meio de fotografias e coletas de borrifo para avaliação de saúde dos animais avistados. "O borrifo é aquela esguichada que a baleia dá, de tempos em tempos, na superfície. Por meio desse vapor de água, que no caso da baleia franca acontece sempre em formato de "V", os especialistas conseguem identificar uma série de elementos relacionados à saúde, inclusive patologias", explicou a chefe da APA, Maria Elizabeth Carvalho da Rocha.

Hábitos da espécie

Todos os anos, entre julho e novembro, as baleias franca migram para o litoral sul de Santa Catarina para acasalar e procriar. A principal área de ocorrência é na APA da Baleia Franca/ICMBio, mas a presença do animal em outras regiões do Estado está cada vez mais frequente devido o crescimento e recuperação populacional da espécie no Brasil.

Legislação e Observação Embarcada

As baleias francas estão ameaçadas de extinção e são protegidas pela lei Federal 7643/1987. A Portaria do Ibama nº 117/1996 determina normas de aproximação e cuidados para evitar o molestamento dos animais.

Desde 2013, na APA da Baleia Franca, a atividade de turismo embarcado para observação de baleias está suspensa temporariamente por liminar judicial.

registrado em:
Fim do conteúdo da página