Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Oficina discute plano de manejo para Floresta Nacional
Início do conteúdo da página

Oficina discute plano de manejo para Floresta Nacional

Publicado: Sexta, 24 de Outubro de 2014, 10h45

Objetivo é criar estratégias para conservar a Unidade de Conservação

Objetivo é criar estratégias para conservar a Unidade de Conservação

Oficina discute Plano de Manejo de Floresta Nacional na Paraíba

Nara Souto
nara.souto@icmbio.gov.br

Brasília (24/10/2014) — A Floresta Nacional (Flona) da Restinga de Cabedelo (PB) promoveu no mês de outubro uma oficina para elaborar o Plano de Manejo da Unidade de Conservação (UC). O encontro aconteceu entre os dias 20 e 21 e foi realizado pela gestão da UC em parceria com a Coordenação de Elaboração e Revisão do Plano de Manejo (Coman) do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

O Plano compreende um conjunto de ações necessárias para a gestão e uso sustentável dos recursos naturais da UC e do entorno. "Estamos na fase de consulta pública para entender como a população percebe a Floresta Nacional, identificar quais são os problemas e as possibilidades de resolver esses conflitos", explicou Augusta Gonçalves, analista ambiental da Coman e coordenadora do Plano de Manejo da Flona da Restinga de Cabedelo.

Esta é a segunda oficina para a elaborar o plano de ações de conservação da Flona. A primeira reuniu pesquisadores das Universidades Federal da Paraíba (UFPB), Estadual da Paraíba (UEPB), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) e da Superintendência da Administração do Meio Ambiente (Sudema), em maio deste ano.

De acordo com Fabiano Gumier, chefe da Floresta Nacional, as oficinas buscam captar a visão dos pesquisadores, conselheiros e das instituições sobre a gestão da unidade, apontando os problemas de pressão - como o lixo depositado na unidade - e focos de conservação da Floresta - a exemplo da vegetação da restinga, do apicum e dos manguezais.

A próxima etapa será a redação do esboço do Plano que vai ser encaminhado à Coordenação Nacional de Plano de Manejo, onde passará por análise técnica e jurídica até sua publicação. A expectativa é que o Plano de Manejo fique pronto em janeiro de 2015.

Participaram da oficina membros do Conselho Consultivo e representantes de instituições que possuem uma relação próxima com a unidade de Conservação (UC).

Sobre a Floresta Nacional da Restinga de Cabedelo

A Floresta Nacional da Restinga de Cabedelo é uma das 320 Unidades de Conservação Federal administradas pelo ICMBio. Criada em 2004, a UC abrange os municípios paraibanos de Cabedelo e João Pessoa e é a primeira floresta nacional localizada em área urbana do país.

A Floresta possui uma área de aproximadamente 116 hectares englobando zonas de mangue e restinga – ecossistemas típicos da Mata Atlântica em áreas litorâneas – uma amostra significativa da fitofisionomia mais ameaçada do bioma Mata Atlântica.

Dados recentes da Sociedade Brasileira de Botânica mostram que restam menos de 28km² de floresta de restinga no litoral do nordeste brasileiro. Deste total, 1km² encontra-se na Flona de Cabedelo.

registrado em:
Fim do conteúdo da página