Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Oficina discute concessões e uso público nas Unidades de Conservação
Início do conteúdo da página

Oficina discute concessões e uso público nas Unidades de Conservação

Publicado: Quarta, 10 de Dezembro de 2014, 15h03

Servidores do ICMBio serão capacitados para lidar com as concessões e uso público das UCs

Servidores do ICMBio serão capacitados para lidar com as concessões e uso público das UCs

Oficina discute concessões e uso público nas Unidades de Conservação. Foto: Leonardo Milano

Nana Brasil
nana.nascimento@icmbio.gov.br

Brasília (10/12/2014) — Começou nesta terça-feira (9) o "Workshop de Concessões e Usos Especiais", promovido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em parceria com o Serviço Florestal norte-americano e com a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID). O evento segue até a próxima sexta-feira (12), no centro de visitantes do Parque Nacional de Brasília.

De acordo com o coordenador da Divisão de Serviços de Apoio à Visitação do ICMBio, Jorge Nogueira, cerca de 35 servidores, entre analistas ambientais e gestores de Unidades de Conservação (UCs) de diversas partes do Brasil, estão reunidos na capital federal para participar do workshop. As oficinas são ministradas pelos convidados estrangeiros, sendo quatro instrutores e uma representante dos Programas Internacionais do Serviço Florestal dos Estados Unidos.

"Planejamento em recreação", "Tipos de concessão em outros países", "Contratos e negociações em concessão", "Parcerias com universidades", "Mensurando a capacidade para novos usos e monitorando impactos" e "Gerenciado a relação com as operadoras" são algumas das conferências previstas na programação do evento.

Segundo Nogueira, as palestras e debates têm os seguintes objetivos principais: refletir sobre as concessões e o uso público nas UCs federais, aprimorar o atual protocolo de monitoramento dos contratos de concessão e capacitar os servidores do ICMBio para lidar com essas questões. "O Serviço Florestal dos Estados Unidos é uma instituição com mais de 100 anos de existência e os problemas que enfrentamos hoje são muito parecidos com os que eles já enfrentaram. Com este workshop, podemos aprender com a experiência deles e minimizar possíveis erros", destacou o coordenador.

Para a representante dos Programas Internacionais do Serviço Florestal norte-americano, Michelle Zweede, a parceria entre a USAID e o governo brasileiro tem gerado bons resultados. "Nos Estados Unidos, são 77 milhões de hectares de florestas nacionais e 30 mil funcionários. Temos muitas experiências para compartilhar", afirmou. Ainda de acordo com Michelle, o Brasil tem avançado em treinamentos e capacitações para seus servidores ambientais.

Por outro lado, como o processo de aprendizagem é uma via de mão dupla, também serão compartilhados aspectos positivos do trabalho desenvolvido aqui. "Os Estados Unidos podem aprender bastante com a experiência brasileira no que se refere às comunidades tradicionais, que cumprem um papel muito importante na gestão das áreas protegidas", concluiu Zweede.

registrado em:
Fim do conteúdo da página