Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Visitação > Informações sobre Visitação > Floresta Nacional (Flona) do Amapá
Início do conteúdo da página
Informações sobre Visitação

Floresta Nacional (Flona) do Amapá

Base da Flona Foto Wirley Almeida
A Floresta Nacional (Flona) do Amapá está localizada na Amazônia oriental, em uma das regiões mais conservadas de floresta tropical do mundo. Ela protege seus rios e floresta junto com a população ribeirinha local, que está interessada em receber visitantes para conhecerem suas belas paisagens e cultura.
Criada em 1989, a Flona do Amapá está localizada no centro do estado, e possui uma área de aproximadamente 460.000 ha, sendo a Unidade de Conservação (UC) Federal mais próxima da capital, Macapá.
Além da conservação da floresta, dos animais, rios e igarapés, possui como objetivo promover benefícios às pessoas que moram nela e no seu entorno pelo uso sustentável dos recursos naturais. Assim, entre as atividades possíveis, estão o manejo florestal sustentável, a pesca e o turismo, além da pesquisa e educação ambiental.
Na Flona do Amapá existe uma população tradicional ribeirinha que vive principalmente da agricultura, do extrativismo e da pesca.

Plantas como a mandioca, a banana, o açaí, o cupuaçu e a pupunha são muito utilizadas na alimentação.

Também utilizam madeira para construir suas casas, barcos e utensílios domésticos e vêm produzindo biocosméticos, como sabonetes, cremes e velas, a partir de resinas e óleos vegetais retirados da floresta, em uma união dos saberes tradicionais com novos conhecimentos adquiridos.

Além disso, eles se organizaram para receber visitantes, no modelo de Turismo de Base Comunitária (TBC), que busca o protagonismo comunitário e uma melhor distribuição dos benefícios para a população. São os próprios moradores que fazem a gestão do turismo, responsabilizando-se por todos os serviços em sua comunidade, desde o transporte à alimentação e estadia em suas casas.

O que fazer:

Você pode visitar os dois principais rios da Flona do Amapá, o Araguari e o Falsino, conhecer a floresta, observar animais, tomar banho nas corredeiras, fazer trilhas pela mata e visitar os moradores.
O rio Araguari é um dos principais e o maior inteiramente amapaense. Sua nascente está no Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, de onde vem cortando 07 municípios até desembocar no rio Amazonas.
Você poderá visitar a parte alta do rio Araguari, que possui águas de cores escuras e muitas rochas, formando várias corredeiras. É um rio muito bonito, com florestas às suas margens e um relevo ondulado. Abriga a maioria dos moradores da comunidade e por isso é onde grande parte das atividades é realizada. Nesse rio é permitida a pesca esportiva, desde que seguida a legislação e fora do período de defeso.
O rio Falsino é um afluente do Araguari, mais preservado, já que toda sua extensão está protegida pela Flona do Amapá e pela Floresta Estadual do Amapá. Além disso, há pouquíssimos moradores às suas margens e não há pesca, nem comercial, nem esportiva. Nele, você pode visitar a Grade do PPBio, um conjunto de trilhas utilizadas por pesquisadores para vários estudos da biodiversidade, sendo uma das áreas de floresta mais estudadas do Amapá.
Visitando os moradores, você conhece a cultura e o modo de vida ribeirinho. Pode saborear a culinária local, os peixes e receitas da região, além das várias frutas amazônicas. Ao visitar suas roças, pomares e áreas de trabalho, presencia seu conhecimento e uso da floresta – por exemplo, a coleta do açaí, a retirada de resinas vegetais e produção dos biocosméticos e o artesanato. Lembrando que suas atividades seguem os ritmos da floresta e cada época do ano possui uma atração diferente.
Além disso, poderá conversar sobre as histórias da região, os vários projetos realizados pelos moradores e seus sonhos para o futuro e melhoria da qualidade de vida.
Caso tenha interesse em algo mais rústico, é possível agendar um acampamento em regiões um pouco mais distantes (a montante, mais acima nos rios), onde não há moradores, para vivenciar uma experiência de estar em um lugar mais remoto. Mas, sempre é bom conversar com os moradores previamente.



Artesanato Foto Ivan Vasconcelos Turista no rio Foto Wirley Almeida
 Deslocamento no rio Foto Aline Paiva  casa de artesã Foto Alessandra Lameira
Rio Falsino drone Foto Klaus Barreto Base flona drone Foto Klaus Barreto
Produção Biocosméticos Foto Gabriela Marque  Praia de Rio Foto Alessandra
 Óleo de Andiroba Foto Gabriela Marque  Voadeiras na Base Foto Wirley Almeida
 Rio Araguari Foto Alessandra Lameira  Rio 2 Foto Wirley Almeida
 Rio Foto Wirley Almeida  Produção de Biocosméticos Foto Wirley Almeida




Como chegar

Para visitar a Flona do Amapá, o principal acesso é o rio Araguari, saindo do município de Porto Grande, navegando 50 km acima, cerca de 1 hora e meia de viagem, e assim chegando à base da Unidade de Conservação. Deste local, pode-se continuar a navegar pelo rio Araguari ou entrar no rio Falsino.
A cidade de Porto Grande fica a 100km de asfalto da capital do Estado, Macapá, onde está o maior aeroporto do estado. O principal porto está na cidade de Santana a 20km de Macapá.

Informações importantes:

Todo visitante deve informar à equipe de gestão da Flona do Amapá sua visita e deve receber uma autorização escrita de entrada.
Para essa solicitação, deve-se enviar um e-mail para icmbioamapacentral@icmbio.gov.br ou requisitar que o organizador da viagem solicite.
Ao entrar na Flona do Amapá, na base operacional, será solicitada apresentação dessa autorização por escrito para continuidade da viagem.
A parada naa do Amapá deve ocorrer no período diurno e é obrigatória, tanto na ida, como na volta.

Fig 02. Mapa Flona Cartilha do Plano de Manejo da Flona do Amapá Fig 01. Areas protegidas Norte do Amazonas. Fonte Plano de Manejo da FLOTA do Paru PA

Quando ir
Na região, existem duas estações: inverno e verão. O inverno (janeiro a junho) é a época das chuvas, quando os rios enchem e se torna mais fácil o deslocamento de barco. No verão (agosto a novembro), época da estiagem, os rios ficam mais bonitos, pois é quando aparecem as pedras e as praias, formando paisagens de grande beleza. Porém, no fim do verão, os rios podem estar muito secos, o que tornam as viagens muito longas e um pouco cansativas.

Como agendar:

Você pode contatar o Projeto de Turismo de Base Comunitária do Alto Araguari através dos seguintes representantes:

Arlete: 99911-4918
Cauane: 99164-6516
Harinilton: 99120-6625

Algumas empresas de turismo que também oferecem roteiros:

Ecocamping Amapá
https://www.amapaecocamping.com/
(96) 98100-3928
Marcelo Sá
https://pt-br.facebook.com/marcelo.sagomes
(96) 98402-8088
Estação Gabiraba
https://estacaogabiraba.com.br
(91) 99627-4612

Dicas:

Sugere-se que a visita tenha entre 02 e 05 dias de duração, para aproveitar bem as possibilidades. Ela pode ser realizada individualmente, em família ou grupos de turismo.
Indica-se agendar a viagem com antecedência para permitir aos moradores que se organizem para recebe-los.
Retire dinheiro em Macapá ou Porto Grande. Em Porto Grande, existe apenas Banco do Brasil e Bradesco.
Não há comercio ou mercearias na Flona do Amapá, pode-se comprar mantimentos na cidade de Porto Grande e assim beneficiar o comércio local.
Os moradores da FLONA comercializam produtos locais como frutas regionais, artesanato, biocosméticos, farinha de mandioca, todos de boa qualidade, o que ajudam em sua renda.
Leve somente fotografias! O que é da natureza, fica com a natureza!
Ao avistar animais silvestres, não se aproxime muito, não tente pegá-los ou alimentá-los! Mas não esqueça de registrar muitas fotos para sua recordação.
Não corte ou colha flores e plantas!
Traga seu lixo de volta para a cidade!
Não esqueça de levar água, protetor solar, boné, repelente, rede de dormir, corda e mosquiteiro, para curtir com mais tranquilidade sua viagem.
Redes e mosquiteiros podem ser comprado na cidade de Macapá ou mesmo em Porto Grande.

Para saber mais:

Cartilha do Plano de Manejo da Floresta Nacional do Amapá
https://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/biodiversidade/UC-RPPN/dcom_cartilha_Flona_Amapa.pdf

Resumo Executivo do Plano de Manejo da Floresta Nacional do Amapá
https://drive.google.com/file/d/1TviUdz3-QzGhI9nmBjDNsCPDWlDpsi0f/view

Wikipédia – Floresta Nacional de Amapá
https://pt.wikipedia.org/wiki/Floresta_Nacional_de_Amap%C3%A1

En français:
https://fr.wikipedia.org/wiki/For%C3%AAt_nationale_de_l%27Amap%C3%A1

In English:
https://en.wikipedia.org/wiki/Amap%C3%A1_National_Forest

Fotos:
Wirley Almeida
https://www.facebook.com/wirleysantos
https://www.instagram.com/wirleyecoguiafotografias/
 
Fim do conteúdo da página