II oficina de avaliação dos largartos e anfisbênias e V oficina de anfíbios

O processo de avaliação do estado de conservação dos répteis e anfíbios no Brasil é coordenado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios – RAN/ICMBio e conta com a importante participação da comunidade científica. A metodologia de avaliação adotada pelo ICMBio é a da União Internacional para Conservação da Natureza – IUCN. A avaliação da herpetofauna iniciou em 2010 com a previsão de avaliar até 2014, aproximadamente, 1.800 táxons. Até o momento estão concluídas as avaliações de crocodilianos, quelônios continentais e serpentes. No corrente ano, está em finalização a avaliação dos lagartos, anfisbênias e anfíbios.

II oficina de avaliação dos largartos e anfisbênias
O processo de avaliação dos lagartos e anfisbênias foi dividido em duas oficinas a primeira foi em 2013 e a segunda será realizada no período de 18 a 22 de agosto de 2014. Na II oficina serão avaliadas 162 espécies de lagartos e anfisbênias, clique aqui para acessar a lista.

V oficina de avaliação dos anfíbios
O processo de avaliação anfíbios iniciou em 2010 e foi dividido em cinco oficinas a quinta oficina será realizada no período de 18 a 22 de agosto de 2014. Na V oficina serão avaliadas 101 espécies de anfíbios, clique aqui para acessar a lista.

Os pesquisadores poderão contribuir com o processo preenchendo, para cada espécie, a Ficha de Consulta Ampla com informações importantes para sua avaliação, assim como indicar os pontos de registros utilizando a planilha de inserção de ocorrência. As fichas e planilha, independente do táxon, deverão ser encaminhadas para o endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e até o dia 31/07 de 2014. Publicações (artigos, dissertações, teses etc) também poderão ser encaminhadas para esse endereço.