Avaliação do estado de conservação da herpetofauna no Brasil

Indice

O processo de avaliação da biodiversidade brasileira é coordenado pela COABIO/CGESP/DIBIO e o processo de avaliação da herpetofauna no Brasil está sob a coordenação do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios – RAN, que tem como Ponto Focal a Analista Ambiental, Yeda Bataus.  Para o processo de avaliação das serpentes o Centro conta com a participação do Dr. Márcio Roberto Martins, da USP, como Coordenador do táxon e do Dr. Cristiano Nogueira, da UnB, como Co-coordenador. O ponto forte do processo é a participação da comunidade científica em todas as etapas, pois sem o conhecimento acadêmico acumulado, não conseguiríamos chegar a um resultado de qualidade e legítimo.

A avaliação das serpentes foi dividida em duas oficinas, realizadas neste ano na ACADEBIO, uma em abril e outra em outubro. Participaram ao todo, 24 avaliadores representando 16  instituições de ensino/pesquisa e empresa privada: AMPLO, MPEG, MZUSP, USP, UFRPE, UFRN, UFMT, FURG , UFRGS, PUCRS, UFAM, UFSM, UFES, UESC, UNIFESP e RAN.

Na primeira oficina foram avaliadas 173 espécies e na segunda 218, totalizando 391 espécies. Desse total, 5 espécies foram categorizadas como Criticamente em perigo (CR), 18 Em perigo (EN), 5 Vulnerável (VU), 7 Quase ameaçada (NT), 21 Dados insuficientes (DD), 314 Menos preocupante (LC) e 21 Não aplicável (NA). Na atual lista oficial da fauna brasileira ameaçada de extinção (IN 03/03-MMA), há 5 serpentes listadas como ameaçadas de extinção. Após a conclusão da avaliação esse número subiu quase que 6 vezes, pois 28 espécies foram categorizadas com grau de risco de extinção.

A próxima etapa, sob coordenação da COABIO, é a validação dessas avaliações, e, em seguida, vem a publicação da lista das espécies que estão ameaçadas, cuja competência é do Ministério do Meio Ambiente.

OficinaI - Foto Acervo RAN

Participantes da I Oficina de avaliação do estado de conservação das serpentes no Brasil, ACADEBIO, Iperó-SP, de 23 a 27 de abril de 2012. Foto: acervo RAN.

OficinaII - Foto Acervo RAN

Participantes da II Oficina de avaliação do estado de conservação das serpentes no Brasil, ACADEBIO, Iperó-SP, de 22 a 26 de outubro de 2012. Foto: acervo RAN.