O Que Fazemos

 A gestão do Parque Nacional do Iguaçu é um grande desafio. São mais de 185 mil hectares de Mata Atlântica preservada, aproximadamente 2 milhões de visitantes por ano, diversas ações de pesquisa, educação e fiscalização, envolvendo 14 municípios: Capitão Leônidas Marques, Santa Lúcia, Lindoeste, Santa Tereza do Oeste, Diamante do Oeste, Matelândia, Ramilândia, Medianeira, Serranópolis do Iguaçu, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, Capanema, Céu Azul e Foz do Iguaçu.

Contamos com um complexo administrativo no Município Sede Foz do Iguaçu/PR: Centro de Visitantes, Sede Administrativa, Escola Parque, postos de atendimento aos visitantes, Espaço Porto Canoas, passarela das Cataratas, heliportos e residências funcionais. E mais 2 Bases Avançadas nos municípios de Céu Azul e Capanema (ambos no Paraná), com Centro de Visitantes e pontos de apoio para realização de passeios embarcados e/ou trilhas.

A gestão da visitação no Parque Nacional do Iguaçu tem como principal objetivo transformar visitantes, vizinhos e parceiros em aliados da conservação por meio de experiências e de oportunidades que provoquem sentido e conexão com a natureza.

Para tanto, são realizadas ações contínuas de acompanhamento da qualidade dos serviços prestados aos usuários; atualização dos serviços perante o desenvolvimento tecnológico, de demanda e de perfil dos visitantes; engajamento da sociedade local por meio do desenvolvimento de novas oportunidades de trabalho e renda; sensibilização dos visitantes voltada aos temas relacionados à biodiversidade e o desenvolvimento de uma cultura de atividades recreativas na natureza. Conheça o Plano de Uso Público do Parque Nacional do Iguaçu.

Os serviços concessionados permitem ao ICMBio maior foco na gestão estratégica do uso público nas unidades, no acompanhamento para a garantia da satisfação dos visitantes, bem como nas ações de conservação.

Uma gestão eficaz das concessões, aliada ao nível de excelência na prestação dos serviços pelos concessionários, outorgam ao Parque Nacional do Iguaçu altos índices de satisfação dos visitantes, como podemos verificar no TripAdvisor: 99% das classificações entre excelente e muito bom; e no índice Net Promoter Score (NPS): 81 pontos. Neste último, organizações com pontuação entre 75 e 100 pontos são consideradas em zona de excelência.

Outro fator determinante para assegurar a integridade do Parque Nacional do Iguaçu é a implementação de estratégias e ações de proteção. As atividades como caça, pesca e extração de recursos da flora (palmito, frutos e madeira) são ilegais dentro do Parque e constituem, portanto, crime ambiental.

O ICMBio potencializa esforços em favor da conservação por meio de ações em convênio com a Polícia Ambiental do Paraná e em parceria com as Polícias Federal e Rodoviária Federal, o Exército e o corpo de Guarda-Parques Nacionais e Provinciais da Argentina.

O papel do Parque Nacional do Iguaçu é imprescindível para o avanço do conhecimento, funcionando como um grande laboratório a céu aberto. Até 2018, foram emitidas mais de 300 autorizações para a realização de pesquisas em seu território.

Aqui, espécies vivem em seus habitats naturais e interagem harmonicamente entre si, como em um ecossistema intocado. Grande parte dos trabalhos científicos publicados, relacionados ao Parque Nacional e que já somam mais de 360, são sobre sua colossal biodiversidade e a ecologia dos seus grupos.

As pesquisas e o monitoramento são fontes progressivas de geração de conhecimento e possibilitam o melhor entendimento das questões que permitem o manejo da biodiversidade e os aspectos culturais e históricos do Parque. Ainda mais, geram subsídios para avaliar os efeitos dos licenciamentos e de quaisquer intervenções no interior e no entorno da Unidade.

Contando com estruturas de laboratórios, bases e alojamentos para os pesquisadores que desejam aventurar-se na Mata Atlântica, o Parque mantém íntegro um sistema ecológico complexo, ainda insuficientemente compreendido pelos cientistas, e necessita, cada vez mais, de pesquisadores para que o conhecimento floresça auxiliando sua manutenção e preservação. Assim é o Parque Nacional do Iguaçu: um cenário natural e singular, com mistérios que aguardam a curiosidade dos pesquisadores, para serem desvendados.

E tem mais: a equipe do Parque Nacional do Iguaçu, através de sua Escola Parque, promove a gestão socioambiental na UC, sendo reconhecida como uma referência em educação ambiental, participação social, interpretação ambiental, voluntariado e promoção dos valores histórico-culturais associados à natureza.

 

Setor Operacional

Setor de Uso Público

Setor de Proteção Ambiental

Setor de Pesquisa e Monitoramento

Setor de Gestão Socioambiental

[foto]

Manoelle Paiva

[foto]

Cibele Munhoz

[foto]

Patrícia

Iwamoto

[foto]

Rosane Nauderer

[foto]

José Ulisses Santos

Currículo

Currículo

Currículo

Currículo

Currículo

Equipe

Equipe

Equipe

Equipe

Equipe

 

Endereço para correspondência:

Parque Nacional do Iguaçu/ICMBio

Rodovia BR 469 - Km 22,5 – CEP 85855-750

Foz do Iguaçu/PR - Tel.: +55(45)3521-8383